Fale conosco pelo WhatsApp

Cirurgia de coluna

As intervenções cirúrgicas na coluna visam corrigir lesões, deformidades e problemas degenerativos, restaurando o bem-estar do paciente

Indicada principalmente para casos em que não é possível proporcionar qualidade de vida ao paciente por meio das metodologias conservadoras, a cirurgia de coluna é uma intervenção que pode ajudar no tratamento de diferentes condições e doenças — que vão desde lesões a problemas degenerativos e deformidades. O procedimento recebe nome distinto conforme a patologia, região e técnica cirúrgica empregada.

A cirurgia de coluna pode ser realizada com o intuito de solucionar problemas que afetam qualquer uma das estruturas que compõem a coluna: ossos (vértebras), articulações (discos e facetas) e nervos. A recomendação para a operação deve ser feita sempre por um ortopedista especializado, que leva em consideração fatores como os sintomas apresentados pelo paciente, bem como suas necessidades e demais características clínicas.

Vale lembrar que, embora a cirurgia de coluna seja realizada em uma estrutura bastante delicada, como a coluna vertebral, esta não é uma intervenção que necessariamente representa elevado risco ao paciente. Com o avanço tecnológico e o desenvolvimento da Medicina, hoje é possível utilizar técnicas minimamente invasivas neste tipo de operação, garantindo assim maior segurança ao paciente.

Quais são as principais doenças que afetam a coluna?

A coluna é uma das estruturas mais importantes do corpo humano, uma vez que se responsabiliza por proteger a medula, absorver impactos, sustentar o tronco e possibilitar a movimentação. Formada por um sistema complexo de vértebras, discos intervertebrais, músculos, ligamentos e nervos, a coluna é essencial para a realização de praticamente qualquer atividade do cotidiano — das mais simples às complexas.

Justamente por conta de sua função de absorver impactos e garantir sustentação ao corpo, a coluna vertebral está constantemente sofrendo desgastes que podem levar a lesões e ao desenvolvimento de doenças degenerativas. Essas alterações, mesmo quando não são consideradas graves, podem trazer um grande transtorno ao paciente, causando dores e até mesmo dificuldades motoras.

Algumas das principais doenças que afetam esta estrutura e podem demandar a realização de uma cirurgia de coluna são:

Cirurgia de coluna: quando é necessário operar?

Um tratamento que envolve a coluna vertebral deve ser sempre individualizado, visando promover qualidade de vida ao paciente por meio do alívio das dores e correção das disfunções musculares e neurológicas. A indicação para a realização de uma cirurgia de coluna deve ser feita sempre com base nas opções que podem trazer mais benefícios para o bem-estar e conforto do paciente.

Independentemente do problema apresentado, normalmente é recomendado primeiro a utilização de metodologias conservadoras — como fisioterapia e uso de medicamentos para dor e fortalecimento muscular — para o tratamento das doenças de coluna.

Quando essas alternativas já não são mais capazes de aliviar os desconfortos associados ao problema ou impedir sua progressão, a cirurgia pode ser recomendada.  Nos casos em que a intervenção é indicada, os objetivos mais frequentes de uma cirurgia de coluna são:

  • Descompressão dos nervos;
  • Estabilização das Vértebras;
  • Correção de deformidades;
  • Retirada de tumores;
  • Tratamento de infecções vertebrais.

Traumas, fraturas e lesões decorrentes de acidentes também podem levar à necessidade de se submeter a uma cirurgia de coluna, dependendo da extensão dos danos e suas consequências para a qualidade de vida do paciente.

Tipos de cirurgia de coluna e suas características

Como foi explicado, dependendo da região da coluna que é tratada, a cirurgia pode receber uma classificação específica. Existem 3 principais tipos de cirurgia de coluna, sendo eles:

Cirurgia de coluna lombar

Realizada na região inferior das costas, geralmente é indicada para o tratamento de hérnias de disco, doenças degenerativas ou escoliose, embora possa ser aplicada no tratamento de outras doenças de coluna. O pós-operatório demanda cuidados específicos e as restrições de atividades variam de acordo com o caso do paciente.

Pede-se apenas para evitar permanecer muito tempo sentado na mesma posição e para fortalecer progressivamente os músculos estabilizadores da coluna.

Cirurgia de coluna cervical

Esta é uma intervenção que visa corrigir problemas que afetam a região do pescoço, e exige cuidados extras para o ganho progressivo da mobilidade vertebral.

Cirurgia de coluna torácica

Localizada entre a porção cervical e a lombar, a região torácica da coluna é uma região com menos movelarias e com menor índice de afecções, mas também é bastante complicada pela presença da medula espinhal.  Com o avanço da metodologia cirúrgica,  o tratamento envolve mínimo tempo de imobilidade, retorno gradual e a reabilitação com fortalecimento progressivo e atividade física regular.

Como é feita a cirurgia de coluna?

Existem diferentes metodologias que podem ser empregadas em uma cirurgia de coluna, cabendo ao cirurgião de coluna indicar a técnica mais adequada para cada caso. Em geral, os métodos minimamente invasivos são priorizados neste tipo de operação, uma vez que possibilitam uma recuperação mais rápida e oferecem menores riscos de complicações ao paciente.

As principais possibilidades cirúrgicas a partir dos métodos minimamente invasivos são as cirurgias percutâneas, vídeoassistidas, endoscópicas e atualmente as cirurgias robóticas. Cada uma dessas técnicas possui suas próprias vantagens e indicações, e a considerada mais adequada varia caso a caso. Vale destacar que, por mais seguras que sejam, assim como todo procedimento, também oferecem riscos e podem ser contraindicadas caso o paciente apresentar alguma condição impeditiva.

Seja qual for o método escolhido para a realização da cirurgia de coluna, um ambiente hospitalar é sempre necessário, assim como uma equipe especializada e multidisciplinar. O cirurgião faz um pequeno corte na região a ser operada, e é a partir desta incisão que serão inseridos os demais instrumentos cirúrgicos.

Todos os detalhes a respeito da operação, tais como a metodologia que será utilizada e todos os cuidados pré e pós-operatórios, devem ser esclarecidos previamente pelo cirurgião. É fundamental que o paciente entenda claramente o que será feito na cirurgia, quais os riscos que envolvem a intervenção e como deverá ser o período de recuperação após o procedimento.

Para saber mais sobre a cirurgia de coluna e tirar suas dúvidas a respeito deste tipo de intervenção, entre em contato e agende uma consulta com o Dr. Rodrigo Amaral.

Fontes:

Dr. Rodrigo Amaral

Sociedade Brasileira de Reumatologia;

Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia.

Cirurgia de Hérnia de Disco Cirurgia de Hérnia de Disco

Cirurgia de Hérnia de Disco

SAIBA MAIS

Cirurgia de Escoliose Cirurgia de Escoliose

Cirurgia de Escoliose

SAIBA MAIS

Cirurgia Minimamente invasiva da coluna Cirurgia Minimamente invasiva da coluna

Cirurgia Minimamente invasiva da coluna

Cirurgia de Trauma na coluna Cirurgia de Trauma na coluna

Cirurgia de Trauma na coluna

Cirurgia de alta complexidade da coluna Cirurgia de alta complexidade da coluna

Cirurgia de alta complexidade da coluna

Cirurgia de Tumor da coluna Cirurgia de Tumor da coluna

Cirurgia de Tumor da coluna

Conheça mais sobre as principais cirurgias e tratamentos
oferecidos pelo Dr. Rodrigo Amaral, especialista em coluna.

Solicite uma consulta para uma avaliação.

AGENDAR CONSULTA