Fale conosco pelo WhatsApp

Doenças na coluna

Muito comuns em pessoas de qualquer idade, as doenças na coluna são capazes de prejudicar significativamente a qualidade de vida do paciente

A coluna vertebral é uma estrutura complexa e que pode ser afetada por diversas condições e lesões capazes de prejudicar sua funcionalidade, causar dores e limitar a mobilidade do indivíduo. Muito frequentes entre a população mundial, as doenças na coluna são capazes de comprometer significativamente a qualidade de vida dos pacientes e, dependendo do caso, se tornar um impeditivo para a realização de movimentos e tarefas específicas.

Existem diversos fatores que podem levar ao desenvolvimento de doenças na coluna, desde o envelhecimento natural do organismo até hábitos posturais, ergonomia inadequada e sedentarismo. Acidentes, lesões e traumas também podem desencadear problemas nas costas, sendo recomendado procurar um médico sempre que houver dor intensa e persistente ou quando o incômodo é acompanhado por queimação, ou formigamento.

Entenda o que é a coluna vertebral e sua função

Formada por vértebras, discos intervertebrais, músculos e ligamentos, a coluna vertebral é uma estrutura complexa e delicada que cumpre a função de sustentar o tronco, garantir o equilíbrio do corpo e possibilitar a movimentação. Em seu interior estão localizados os nervos, medula espinhal e raízes nervosas — e a proteção desses elementos também se destaca como uma das funções essenciais da coluna.

A coluna vertebral está constantemente sofrendo com impactos e desgastes — sejam eles naturais do cotidiano ou associados algum hábito, ou postura inadequada —, ficando suscetível ao desenvolvimento de uma série de alterações que podem se tornar incômodas e graves. Estima-se que 80% da população vai sofrer com dores nas costas em algum momento da vida, sendo este sintoma considerado relativamente comum.

Quando a dor não passa após alguns dias, não dá sinais de melhora com uso de medicamentos ou é acompanhada por sintomas como queimação, formigamento ou alterações de sensibilidade nos membros, é recomendado procurar um ortopedista para avaliar a existência de doenças na coluna.

Diagnóstico de doenças na coluna: como é feito?

Em consulta clínica, o ortopedista especializado em coluna avaliará as queixas e sinais clínicos apresentados pelo paciente, fazendo um exame físico conforme necessidade. Com base nas informações coletadas, o profissional solicita os exames de imagem necessários para chegar a um diagnóstico preciso a respeito do problema. Uma radiografia ou ressonância magnética geralmente são as avaliações mais comumente requisitadas pelo especialista.

Para favorecer a precisão do diagnóstico, é fundamental que o paciente relate ao médico todos os sintomas e incômodos apresentados, bem como seus hábitos de vida e características da dor. Dependendo das características da doença, o diagnóstico pode ser feito apenas com base nos sinais visuais — como é o caso da escoliose. Porém, mesmo nesses casos é necessário realizar os exames de imagem para avaliar a extensão dos danos e a gravidade do problema.

Quais são as principais doenças na coluna?

Escoliose

Caracterizada pelo desvio lateral da coluna, a escoliose é uma deformidade em que as costas apresentam um desvio anormal e podem assumir a forma de um “S” ou “C”. Esta é uma alteração que pode trazer diversos transtornos funcionais, uma vez que o paciente pode sofrer com dores e apresentar comprometimento aos órgãos da caixa torácica. Dependendo do grau e angulação da curvatura, o problema pode trazer desconfortos estéticos e problemas de autoestima.

O tratamento da escoliose varia conforme a gravidade da curvatura e suas consequências para o bem-estar do paciente. As principais metodologias que podem ser utilizadas para controle da doença consistem em uso de medicamentos, utilização de colete ortopédico, realização de sessões de fisioterapia ou intervenção cirúrgica.

A hérnia de disco é uma das doenças da coluna que estão associadas ao desgaste dos discos intervertebrais. A alteração pode se tornar bastante dolorosa ao paciente já que, dependendo do grau de degeneração apresentado, a coluna pode perder sua capacidade de suportar cargas de pressão e impactos.

Embora o sintoma mais comum seja dor localizada, casos mais graves e que apresentam comprometimento dos nervos podem fazer com que o paciente tenha fraqueza nos membros superiores ou inferiores, além de sensação de formigamento ou queimação.

Lombalgia

A lombalgia é a popular dor nas costas na região lombar, uma alteração que pode ser causada por diversos tipos de doenças na coluna. Esta manifestação pode acometer pessoas de todas as idades e condições físicas, podendo ter diferentes características e estar associada a sintomas como fraqueza ou limitação física. Embora este seja um incômodo relativamente comum entre a população geral, é recomendado procurar uma avaliação profissional caso as dores sejam persistentes e constantes.

Artrose

Considerada uma das doenças na coluna comuns da terceira idade, a artrose está diretamente associada ao envelhecimento do organismo — embora sua ocorrência possa ser observada também entre os mais jovens, e seu desenvolvimento possa ser favorecido pelo excesso de atividades físicas, ocorrência de traumatismos e por fatores genéticos. A alteração pode causar dores intensas e dificuldade de locomoção, e o tratamento pode ser feito com medicamentos, fisioterapia ou cirurgia.

Osteoporose

Definida como perda acelerada de massa óssea, a osteoporose não é necessariamente uma doença de coluna, mas afeta diretamente esta estrutura. Isso porque a enfermidade enfraquece os ossos do corpo, e as vértebras podem desenvolver desvios relacionados ao problema. Trata-se de uma doença silenciosa, que geralmente é diagnosticada a partir de exames de imagem.

Tratamentos e prevenção

Uma vez que existem diferentes doenças na coluna, cada qual com seus sintomas e características, o tratamento mais adequado dependerá diretamente do problema apresentado e de sua influência sobre a qualidade de vida do paciente. Cabe ao ortopedista especializado avaliar as condições de saúde do indivíduo e apontar a metodologia mais adequada para sua enfermidade.

No que diz respeito à prevenção das doenças na coluna, as recomendações básicas dizem respeito à adoção de hábitos de vida saudável, tais como: manter um peso corporal adequado, manter uma postura adequada e praticar atividades físicas regularmente, além de evitar o tabagismo, o estresse e o sedentarismo.

Para saber mais a respeito das principais doenças na coluna e entender quais são seus principais tratamentos, entre em contato e agende uma consulta com o Dr. Rodrigo Amaral.

Fontes:

Dr. Rodrigo Amaral;

Sociedade Brasileira de Reumatologia;

Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia;

Conheça mais sobre as principais cirurgias e tratamentos
oferecidos pelo Dr. Rodrigo Amaral, especialista em coluna.

Solicite uma consulta para uma avaliação.

AGENDAR CONSULTA